Pernambuco receberá R$ 87,5 milhões em projetos industriais

Maioria dos projetos será instalado no interior pernambucano. (Foto: Julio Jacobina/DP/D.A Press).
O Conselho Estadual de Politicas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) aprovou 30 projetos, sendo 17 indústrias, dez importadoras e três centrais de distribuição. Os investimentos em indústrias totalizam R$ 87,5 milhões, sendo R$ 53,2 milhões destinados ao interior e R$ 34,3 milhões para a Região Metropolitana do Recife (RMR). 

Com isso, a previsão é de que sejam gerados 1.307 postos de trabalho, dos quais 655 no interior do estado e 652 na RMR. Os municípios que receberão os projetos são: Escada, Caruaru, Vitória de Santo Antão, Venturosa, Limoeiro, Petrolina, Chã Grande, Recife, Olinda, Cabo de Santo Agostinho e São Lourenço da Mata.

Nas três reuniões realizadas este ano já foram anunciados mais de R$ 1,2 bilhãoa em investimentos através de 69 projetos industriais. Deste total, R$ 863,2 milhões se instalarão no interior. A última reunião do ano deve acontecer em dezembro.

Diario de Pernambuco

Vitória anuncia reforços para a Copa Libertadores de Futebol Feminino

Thaisinha, meia da seleção brasileira, é um dos reforços do Tricolor das Tabocas. (Foto: Portal Leia Já).
O Vitória vai chegar forte para a disputa da Copa Libertadores de Futebol Feminino. Nesta terça-feira (28), o Tricolor das Tabocas anunciou a contratação de seis jogadoras que já tiveram passagem pela seleção brasileira.

A goleira Viviane Holzel, a zagueira Jujuba, a lateral Giovanna Oliveira, as meias Bia e Thaisinha e a atacante Duda defenderão o time pernambucano na competição continental, que será disputada de 5 a 16 de novembro em São José dos Campos.

"Temos tudo para fazer uma boa participação. Trouxemos atletas qualificadas e a nossa expectativa é muito boa. Vamos representar bem o Nordeste e o Brasil", afirmou o presidente do Vitória, Paulo Roberto Arruda.

Na Libertadores, o Vitória está no Grupo C, ao lado do Formas Intimas, da Colômbia, Cerro Portenho, do Paraguai, e Rocafuerte, do Equador. A estreia será no dia 6 contra as equatorianas.

Informações da FPF-PE

João Campos descarta candidatura em 2016

João Campos descarta pretensão de assumir cargo eletivo em 2016. (Foto: Rodrigo Carvalho/JC Imagem).
“Não faz parte de nenhuma pretensão pessoal, jamais, disputar nenhum cargo”, afirmou João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos, após assumir a secretaria de organização do PSB de Pernambuco, na noite desta terça-feira (28). Cursando engenharia civil, o jovem negou estar se preparando para disputar cargos eletivos em 2016, quando acontecem as eleições municipais.

O filho de Eduardo Campos argumentou que sempre participou das discussões internas do partido. “Agora na campanha eu andei mais de 50 municípios fazendo campanha para as nossas lideranças. E eu iria fazer isso independente de cargo ou não, porque eu não preciso de cargo para fazer política nem para ajudar nosso povo”, afirmou. Para João, a única mudança demandada pela nova função é que o empenho terá que ser mais intenso.

Desde a morte de Eduardo Campos, em 13 de agosto deste ano, João vem dando sinais do desejo em seguir os passos do pai. Durante a campanha de Paulo Câmara para o governo de Pernambuco, o jovem de 20 anos subiu em palanques e participou de comícios.

A função de João no cargo é fazer mobilizações de cursos temáticos na área política e congressos, promover discussões programáticas, além de atrair novas filiações para o lado socialista e fazer articulações.

Aplaudido várias vezes durante a fala, o filho de Eduardo afirmou estar feliz por ter a oportunidade de contribuir com o partido. Mesmo tendo frisado que este foi um ano difícil pela morte de Eduardo e de Ariano Suassuna, disse que também foi de vitórias pela eleição de Paulo Câmara para o Governo do Estado, Fernando Bezerra Coelho para o Senado e da bancada de deputados federais e estaduais. “É um feito inédito para o partido”, afirmou.

“Estamos unidos aqui para fortalecer o legado de Eduardo Campos e o legado de Arraes. Esse legado foi construído através da escuta ao povo, à população. Então esse legado pertence ao povo. Venho aqui muito feliz e quero agradecer a vocês pela mobilização na campanha”, pontuou em sua fala.

João Campos ainda comentou a eleição da presidente Dilma Rousseff (PT), a quem o partido e a sua família faziam oposição. “Nós queríamos a mudança. Estamos hoje com esse desejo de mudança”, afirmou. Usando parte do pronunciamento da petista, o socialista também pediu o engajamento dos correligionários na discussão de temas propostos por ela, como as reformas política e tributária.

Quanto à postura do PSB no âmbito nacional, o jovem defende que todas as instâncias sejam ouvidas antes de qualquer decisão – se a legenda adotará uma postura mais oposicionista ou mais alinhada ao governo.

“O PSB deve ser reunir com o PSB nacional. Reunir os Estados e tomar uma decisão conjunta. Ninguém pode se precipitar e escolher um caminho. A gente tem a unidade do partido, que está fortalecido aqui em Pernambuco. Então temos que conversar com a executiva nacional para achar o caminho a ser tomado no nível estadual e nacional”, observou.

Informações do Blog de Jamildo

Quatro mil PMs farão a segurança do Enem em Pernambuco

PMs (no fundo) fazem segurança nos prédios onde há aplicação do Enem, como na Unicap, no Recife. Foto: Igo Bione / JC Imagem
Quatro mil policiais militares farão, em Pernambuco, a segurança e a escolta das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nos dias 8 e 9 de novembro. O quantitativo é um terço maior que o empregado ano passado, quando a avaliação contou com a presença de 3 mil homens. O aumento do efetivo se justifica porque houve crescimento de 28% no número de participantes no Estado em relação a 2013. Estão cadastrados para responder os testes 432.981 pernambucanos, de um universo de 8,7 milhões de candidatos no País.

Os malotes com as provas chegaram a Pernambuco cerca de quinze dias atrás, segundo o coordenador operacional do Enem no Estado, major da PM Raul Cavalcanti. “Os testes da Região Metropolitana estão guardados em um quartel do Exército no Recife. O restante já foi levado para batalhões da PM ou do Exército no interior”, informa major Raul. Ele se refere aos municípios de Caruaru e Garanhuns, no Agreste, e Arcoverde e Petrolina, no Sertão.

Dos quartéis, os malotes só sairão agora nos dias do exame. Os policiais militares fazem a escolta do material até os locais de realização da avaliação (entre 880 e 900 prédios), em parceria com funcionários dos Correios. “Esses quatro mil PMs atuarão nas escoltas e na segurança dos prédios onde houver aplicação do exame. Há ainda o efetivo da PM que atua ordinariamente no policiamento diário”, destaca o oficial militar.

Haverá testes em 11 das 14 cidades do Grande Recife (Recife, Olinda, Jaboatão, Cabo, Camaragibe, Abreu e Lima, Igarassu, Ipojuca, Moreno, São Lourenço da Mata e Paulista). Ficaram de fora Araçoiaba, Itamaracá e Itapissuma. No interior, o Enem acontecerá em 64 municípios. Há participantes também no arquipélago de Fernando de Noronha.

Uma novidade em relação ao ano passado é o local de monitoramento, por parte da PM, nos dias da avaliação. “Montávamos uma central no Quartel do Derby, no Recife. Este ano estaremos no Centro Integrado de Comando e Controle, da Secretaria de Defesa Social”, explica major Raul. O centro funciona no bairro de São José, no Centro da capital pernambucana, e atendeu, este ano, a grandes eventos como a Copa do Mundo e as eleições. A estrutura será semelhante, com representantes da PM, dos Bombeiros e do Samu.

“Sabemos da importância do Enem, sobretudo este ano, pois não há mais o vestibular da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). Os estudantes podem ficar tranquilos que estamos empenhados para garantir a segurança nos dias de provas”, destaca major Raul.

NORDESTE – Os malotes de provas dos Estados vizinhos da Paraíba e Alagoas foram trazidos de avião para Pernambuco no início de outubro. Do Recife, seguiram, por transporte terrestre, para os destinos finais. A escolta, nesses casos, ficou sob a responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal.

Informações do JC Online

Políticos e familiares homenageam Eduardo Campos na Assembleia Legislativa

Renata Campos esteve presente na solenidade em homenagem ao ex-governador (Expedito Lima/Folha de Pernambuco).
A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) realizou, nesta terça-feira (28), uma homenagem a Eduardo Campos. Na Casa Legislativa, o ex-governador ocupou o seu primeiro cargo político, como deputado estadual eleito em 1991. A viúva Renata Campos; a mãe e ministra do Tribunal de Contas da União, Ana Arraes; o irmão Antônio Campos; e os filhos, João Campos, Pedro Campos e Maria Eduarda, comparecem ao evento.

Na cerimônia, Renata Campos recebeu uma placa alusiva à homenagem. Ela mencionou que o ex-governador fez vários amigos na Casa Legislativa. A viúva também assinalou que continua firme no objetivo de manter o legado de Campos. “Eduardo fez o que era mais urgente para tornar possível o que parecia irrealizável”, frisou.

O presidente da Alepe, deputado Guilherme Uchoa (PDT), destacou que a confirmação do acidente lhe atingiu fortemente, assim como a todos os pernambucanos. O parlamentar afirmou que perdeu um amigo e um companheiro de longas jornadas políticas, com quem tinha grande sinergia. Segundo o parlamentar, o ex-governador estava disposto a enfrentar todos os desafios e dificuldades de uma campanha presidencial e, se eleito, implantaria no País alguns dos projetos bem sucedidos em Pernambuco.

“Eduardo Campos era um obstinado, pronto para a missão de dar novos rumos ao Brasil”, frisou o parlamentar.

O líder do Governo na Casa, Waldemar Borges (PSB), salientou que a solenidade foi uma oportunidade de refletir sobre o que Eduardo representou para o Estado. “Eduardo Campos fazia da política um ideal e um desejo de servir e, após a sua morte, fica o dever de preservar e ampliar seu legado”, ressaltou.

Informações do Blog da Folha